quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Questão de Português

Amigos,


No início da noite estive no Unicursos São José conversando com a Prof.ª Lindinha e indaguei-lhe a respeito de possíveis recursos contra as questões de língua portuguesa.

Conversamos, aproximadamente, 15 minutos e ela me disse não vislumbrar chances reais nos recursos contra as questões de português.

Esclareceu que a do sujeito ou objeto direto foi a maior pegada da prova. Comentou: "Não foi uma pegadinha, mas uma pegadona."

Sobre o plural de Guardião, lembrou que os dicionários registram as duas formas; na questão do objeto direto a "pegadinha" é a oração reduzida; o termo "esta" se refere ao mais próximo, de sorte que concluiu pelo não provimento dos recursos.

É a opinião da Prof.ª Lindinha. Não se pode olvidar que ela é/foi professora do Anglo, Objetivo, Etapa, Poliedro, Unicursos, Unip etc.

É isso aí.

8 comentários:

Anônimo disse...

é isso aí, estou com a Lindinha!


Aproveitando a oportundade:
Postem suas notas no pci também, o Vanguarda está fazendo um ótimo trabalho colocando as notas no ranking de Taubaté e São Jose dos Campos.
Mas antes verifique se sua nota já está lá.

Christian S. Morandi disse...

Pessoal...

Se um recurso for impetrado por uma pessoa, somente para este será válido caso seja anulada ou retificada a resposta.

Se for o caso de múltiplas respostas numa mesma questão, a Vunesp será obrigada a anular a referida questão e pontuar para todos.

Coloco-me à disposição de todos que desejarem recorrer, incluindo àqueles que moram em outros estados da federação, para elaborarmos um recurso extremamente abrangente.

Façamos o seguinte: enviem seus comentários das questões, da forma mais técnica possível , para meu e-mail e realizarei 1 (um)recurso que enviarei de volta a qualquer um que pedir, via e-mail. Podendo esse ser copiado e impresso por todos.

Quem se habilita a participar?

É só mandar.

Christian

chmorandi@yahoo.com.br

Anônimo disse...

- guardiões e guardiães -
.
.
O examinador usando a expressão "APENAS" no enunciado da questão, deu a entender que apenas uma alternativa estaria correta, quando na realidade tanto a alternativa E (guardiães e guardiões) como a C (guardiões) estão corretas !
.
QUESTÃO NULA
.

Ao elaborarem os recursos, sejam bem objetivos, para a pessoa que analisar o recurso bater o olho e já ver o erro que houve na questão .. mais ou menos nos moldes escritos ali em cima.
.
o que a professora lindinha poderia dizer a respeito?

Anônimo disse...

Obrigada Profº Douglas pelo seu empenho.

Márcia - SBC

Anônimo disse...

algum comentário sobre questões de direito?

Anônimo disse...

Professor pergunte para a Lindinha, sobre a questão referente "aos 3%..." não caberia recurso, pois o verbo não concorda com a porcentagem?

Anônimo disse...

PESSOAL,
Se vocês entrarem com recurso da questão de direito penal - sobre crime de desobediência - certamente será anulada ou modificada.
Ninguém se interessa?
Aí vai:
RECURSO DA QUESTÃO 54 DA PROVA TIPO 01
Pessoal,
pra quem for recorrer, penso que cabe recurso dessa questão, inclusive para anulá-la, o que aumentará a nota de todos que a erraram.
É uma questão de direito e pode ajudar muita gente.
Entendo que a resposta mais correta é a alternativa "a".
Não tem sentido a resposta correta ser a alternativa "b". Vejamos:
Na alternativa "b" está faltando o acento indicador da crase antes de ´decisão judicial´.
Sem a crase, a construção da frase, na ordem direta, é a seguinte: A decisão judicial sobre perda ou suspensão do direito pratica o crime de desobediência . Isso está errado. Inclusive é uma colocação absurda.
No caso, quem praticou o crime de desobediência foi "X", em virtude do descumprimento da decisão judicial sobre perda ou suspenção do direito. Então, o sujeito ativo do crime é "X".
Bastaria colocar crime de desobediência que a questão estaria correta. Mas tendo em vista a ausência daquele acento, a alternativa "b" está errada.

Silvia disse...

Douglas, até quando pode-se entrar com recurso e como se faz isso? Onde é preciso ir, o que é preciso levar? Obrigada!