sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Cabe Recurso do Gabarito Oficial?

Deixem seus comentários sobre possíveis recursos cabíveis contra o gabarito oficial?

Quais são as questões mais polêmicas?

Quais são as que devem ser anuladas?

Quais são as que devem ter seu gabarito alterado?

Aguardo seus comentários. Participem!

68 comentários:

Jet - Soluções em TI disse...

Tem uma questão de informatica que o gabarito está errado. Ela começa assim:
No contexto da internet, considere as seguintes informações:
I - o URL ou ....
II- O termo "endereço...
III- O URL http://www.abc.com.br indica que, por meio do protocolo http, pode ser acessado um recurso (a página da empresa abc) no servidor de nome www.abc.com.br
.
Esta terceira informação está errada. Não existe servidor com nome começando com www.

Jet - Soluções em TI disse...

Na questão de português onde o gabarito consta a respota como sujeito passivo deveria ser anulada. Não existe sujeito passivo, existe sim agente da passiva e sujeito paciente, mas sujeito passivo nunca ouvi falar.

Jet - Soluções em TI disse...

A expressão SEM DOR é um complemento nominal, e acredito que esta questão deveria ter seu gabarito alterado. Até mesmo o gabarito extra oficial constava como correta a resposta "E"

Anônimo disse...

Eu creio que Cabe recurso na questão de D. Constitucional que diz que o Funcionário Público não perde a remuneração. Não existem casos de perda da remuneração do funcionário público? Se existir um só caso já cabe recurso na miha maneira de pensar

Anônimo disse...

Na minha opinião português não cabe recurso.

Anônimo disse...

jet soluções, as outras eu não sei, mas o SEM DOR, não é um complemento nominal, mas sim um adjunto adnominal.
Quanto a do funcionário público, eu tbm concordo que caiba recurso.Ele não perderá a remuneração se houver processo administrativo?

Anônimo disse...

ah...
um sujeito paciente nada + é do q um sujeito passivo. Portanto acredito tbm não caber recurso.

alescrp disse...

tb acho q de português não caiba recurso

Anônimo disse...

Se eu não me engano, para ser adjunto, o termo deve ser o agente da ação expressa pelo substantivo.
No caso, eu creio que "SEM DOR" seja paciente do substantivo "PARTO" portanto complemento nominal.

Acho que cabe recurso...

sinkt disse...

Sobre a questão do servidor público talvez não caiba recurso porque, como se trata de uma questão de direito constitucional e na constituição está assim (Cap. II, art. 7o, X) "proteção do salário na forma da lei constituindo crime sua retenção".
Eu também rodei nesta questão....

Anônimo disse...

A de Constitucional está correta ... basta ler a Constituição ... arts. 37 e ss.

Anônimo disse...

Afff ... desde quando parto pede complemento?! Absurdo.

Anônimo disse...

Todas as questões de Português estão corretíssimas. Não cabe recurso. Talvez de informática caiba.

Simone Hartmann

Anônimo disse...

a expressão "SEM DOR" nada + é que uma locução adjetiva, que está qualificando o parto, portanto é um adjunto adnominal.

Anônimo disse...

é num cabe recurso, acho!

RicardoVicente disse...

Prova 4 - Questão 7 (Considere as afirmações...)
III - Arquivos "de apenas leitura" não podem ser editados OU copiados.
A palavra "OU" faz com que a frase se torne verdadeira. Não podemos editar mas copiar é permitido.

Anônimo disse...

Concordo com o colega que diz que o "OU" da questão 7 - versão 4 de informática,torna a questão verdadeira. Podemos copiar, mas não podemos editar.

Anônimo disse...

jet soluções, na terceira informação da questão sobre URL, acho que seria "domínio" no lugar de servidor, certo?

Prirumoap disse...

Jet Soluçoes,

Tambem questionei isso em um forum do PCI... www.abc.com.br definitivamente naum eh o nome do servidor. Se a afirmativa fosse ABC eh o nome do servidor estaria correta.

Entrarei com recurso nessa.

Thaís disse...

Professor mandei um e-mail sobre um recurso q gostaria de pedir em português.

Grata,

Thaís

Anônimo disse...

jet-soluções em ti, mas precisamos de maior fundamentação, voce tem para essa de informática... mande para mim ciroaf@estadao.com.br, estou em TUpa e vou entrar com o recurso na segunda

Anônimo disse...

Ranking Caragua
.
1) Doutora Si - 9,53
2) Cabeção - 9,2
3) Juju - 8,9
4) Cecéu - 8,8
5) Chico tté - 8,8
6) Concurseirosjc - 8,728
7) Gilsjc - 8,7
8) Mamão - 8,7
9) Skinhead - 8,7
10) Garotaenigma - 8,4
11) Escripol - 8,35
12) Snake - 8,35
13) Masouza - 8,333
14) David Moreno - 8,233
15) Paulo1450 - 8,1
16) Mamacaragua - 8,033
17)Alipereira - 7,933
18)Silvaninha - 7,90
19) Jeffersoncatulo - 7,83
20) Vitori - 7,73
21) Arescripol - 7,66
22) Biabanana - 7,56
23) Justiniana - 7,366
24) Celso - 7,1

cobrakan disse...

onde que consta que arquivos ápenas leitura não pode ser editado, por favor, deixando de lado a questão do 'ou', por favor preciso deste recurso ciroaf(arroba)estadao.com.br

cobrakan disse...

PRIRUMOAP,ESTA DO SERVIDOR, VOCE JÁ FEZ O RECURSO, PODE COMPARTILHAR COMIGO ciroaf@estadao.com.br, por favor...

Anônimo disse...

tbm quero o recurso dessa de info.
e-mail: vjay_pci@yahoo.com.br

Valeu

Anônimo disse...

Somente as questões anuladas revertem para todos os candidatos?

Os recursos, se forem providos, só alteram a nota de quem entrou com recurso ou de todos os candidatos que estavam na mesma situação de quem interpôs o recurso??

Anônimo disse...

PRIRUMOAP, por favor pode mandar o recurso para meu e-mail, esta do servidor, ciroaf@estadao.com.br, pode fazer no fim de semana, pois na segunda já passo para um colega de Tupã para protocolar lá...

Aline disse...

Também gostaria de receber o recurso da questão informática sobre o servidor (www.abc.com.br). Pode mandar, por gentileza, para o e-mail: aline_cris2002@yahoo.com.br??

Obrigada.

Anônimo disse...

Acho que cabe recurso da questão de português (Assinale a alternativa em que a concordância do verbo....questão nº44 da versão 2) pois na alternativa "C" (suj.coletivo especificado por adjunto no plural)e "E" (expressões partitivas)a regra é a mesma, amabas podem ir para o plural ou para o singular. Portanto, há 2 alternativas corretas. Conceitos tirados do livro de Gramática do ERNANI TERRA..

wescley disse...

Olá colegas. Primeiro português: A questão onde tem a tirinha do Hagar, o Horrível. Para mim, cabe recurso. O barco está no mar e os personagens em terra. Tudo bem q em relação ao mandante da ação o barco esteja mais próximo do que dos ouvintes, mas a distância física, terra e mar, faz com que o barco esteja longe do emissor e recptores. Logo, não seria "este" e sim
"aquele". No entanto, não há item correto, pois o "a" é craseado, e no item onde contem a resposta "aquele" o "a" não é craseado.
Em relação à informática:a questão que apresenta os itens com as fórmulas sobre porcentagem, também não há item correto, pois a inserção do ponto final no final da 2ª fórmula, torna todos os itens incorretos. É só observar a primeira questão, q também cobra fórmulas do excel. Nenhum item está com ponto final. Ponto final, com essa finalidade, de finalizar uma idéia é usado em portugues, em questões de exatas não se pode usar ponto final, ainda mais em fórmulas do excel. Outra questão de informática q merece recurso, a do alinhamento da célula, não é alinhamento vertical superior, mas sim centro, ou seja, horizontal centro e vertical centro.
Questão de Processo Penal: A questão q fala sobre juntada de documentos, levando em consideração o art. 400 do CPP. Primeiro que o verbo utilizado no caput do mencionado artigo é OFERECER, e é permitido oferecer documentos em qualquer fase do processo. No art. 406, § 2º diz que naquela fase do processo não poderá JUNTAR nenhum documento. Veja que JUNTAR é bem diferente de oferecer.
Direito Constitucional: A do servidor público. Todos os comentários que aqui vi estão equivocados. A CF fala sobre 3 tipos de servidor público. O servidor público estável, o servidor público que está em período de aquisição da estabilidade (ambos são servidores de cargos efetivo, que são os de concursos) e, o servidor de público de cargo comissionado, aquele de livre nomeação. concordam comigo q esses 3 são funcionários públicos? As garantias de não perder a remuneração se o cargos for extinto só vale para o servidor de cargo efetivo e estável (aquele que já adquiriu a estabilidade após três anos de exercício). com essa afirmação, posso concluir que aquele q não é estável e que é comissionado pode sim perder a remuneração se o cargo for extinto. Outra garantia do servidor estável é a seguinte, ele, SERVIDOR PÚBLICO ESTÁVEL, só pode perder o cargo em decorrência de sentença judicial definitiva, ou seja, aquela que transitou em julgado. Da mesma forma, podemos concluir que, aquele servidor que não é estável e que é servidor de cargo comissionado, pode sim perder o cargo por sentença judical ainda não definitiva.
O comando da questão é genérico e não específico: "É correto afirmar que o servidor público"
Logo, o item mais correto:
Versão 1:C) pode perder o cargo em razão de sentença judicial, ainda que não seja definitiva.

Agora, quero saber o que acham.

Anônimo disse...

pessoal, a questão nº06 de informatica, relativa ao ícone, também não cabe recurso??
tanto a altenatica B como a E podem acontecer caso seja acionado tal ícone.

Anônimo disse...

olá...Não entendi onde está a mesma função sintática de: Seria ótimo que fosse assim; com A sala estava vazia...questão 24 prova 4..alguém poderia me explicar?? ou n entendi o termo destacado....
obrigado

Alê disse...

Respondendo ao comentário abaixo, entre aspas:

"olá...Não entendi onde está a mesma função sintática de: Seria ótimo que fosse assim; com A sala estava vazia...questão 24 prova 4..alguém poderia me explicar?? ou n entendi o termo destacado....
obrigado"

É simples, veja:

Seria ótimo ] que fosse assim
Que fosse assim = ISTO

Logo, podemos dizer:

ISTO seria ótimo
(ISTO = que fosse assim)

Logo, 'que fosse assim' funciona como Sujeito.

Portanto, na frase A sala estava vazia, temos que 'A sala' é sujeito, sendo portanto, esta opção a resposta correta.

Espero ter ajudado.

Alexandre Mantovani.

Anônimo disse...

outra duvida: na questão 06 da versão 4. o ícone com a flecha pra cima é pra voltar nas pastas anteriores...no Word...a flecha para abrir pasta ou diretório é pra baixo

Alguém discorda? testem...

Anônimo disse...

A questão de direito constitucional que diz: são brasileiros natos;

a alternativa correta pelo gabarito oficial seria a letra E, contudo, nesta afirmativa, falta o requisito residência no pais, que lá não menciona, o que deixaria a afirmativa incorreta.

Anônimo disse...

e ae galera !!! seguinte , como é que é esse negocio de recurso, uma manda e todo mundo se beneficia, ou só a pessoa é que se beneficia?.....
por favor, me esclareçam!!!!!!!

Anônimo disse...

Ranking de Caraguá:

1 Doutora Si - 9,53
2 Cabeção - 9,2
3 Tute - 9,133
4 Juju - 8,9
5 Fernanda VB - 8,83
6 Cecéu - 8,8
7 Chico tté - 8,8
8 Tati - Ixi - 8,8
9 Concurseirosjc - 8,728
10 Gilsjc - 8,7
11 Mamão - 8,7
12 Skinhead - 8,7
13 Ciro - 8,7
14 F.Simplicio - 8,6
15 Garotaenigma - 8,4
16 Escripol - 8,35
17 Snake - 8,35
18 David Moreno - 8,233
19 Paulo1450 - 8,1
20 Mamacaragua - 8,033
21 Alipereira - 7,933
22 Jeffersoncatulo - 7,83
23 Vitori - 7,73
24 Arescripol - 7,66
25 Biabanana - 7,56
26 Antonio-ita - 7,40
27 Justiniana - 7,366
28 Celso - 7,1

Si

Anônimo disse...

GUARATINGUETÁ ===>
.
1 Pritty - 9,2
2 Numcriditu - 9,167
3 Aaaleluia - 9,13
4 Lucci - 8,83
5 Concurseirodovale - 8,8
6 Balone - 8,8
7 Someday 8,76
8 Juuu - 8,7
9 Rtb - 8,7
10 Akenatom - 8,66
11 Magomes - 8,66
12 Muiestudiosa – 8,633
13 Direitoadquirido – 8,63
14 Titobras - 8,57
15 Eu123hbr - 8,53
16 Josynhadeabreu - 8,53
17 Masf - 8,49
18 Sissi2006 – 8,49
19 Vilarejo - 8,4
20 Jane29- 8,2
21 Taubatanews - 8,2
22 Ademir Sousa Henrique (Henriq) – 8,133
23 Kira - 8,2
24 Drisilva85 - 8,15
25 Boluko – 8,025
26 Vmarcondes - 7,96
27 Lacosta - 7,9
28 Javidetudo – 7,9
29 Cel2007 - 7,73
30 Mikagarcia – 7,6
31 Leão - 7,6
.
Si

washi disse...

Tenho Uma pergunta como pode ser feito um recurso contra o gabarito, em outra cidade? Explico melhor: Moro em Brasília e fiz o Concursos para Guaratinguetá? Acho que cabem recurso da questão 13 Resp: B (versão 1): É entendível que um sujeito paciente nada mais é que um sujeito passivo. Mas, a definição "Sujeito Passivo" é usado apenas em termos jurídicos. O VOLP não reconhece a definição "sujeito passivo" , como quer a questão. E também a questão 68 Resp: E(versão 1): Há um erro ao afirmar que brasileiro nato (Resp. considerada certa pelo gabarito) os nascidos fora do brasil, de pai brasileitros ou de mão brasileira, desde que sejam resgistrados em repartição brasileira competente e optem pela nacionalidade brasileira. A Costituição Federal Art. 12, não traz a ressalva " desde que sejam registrados em repartição competente" logo essa questão pode estar certa.
A meu ver cabe recurso. Porém eu estou em Brasilia não em Guaratinguetá para entrar com o recurso.

Anônimo disse...

RANKING - CARAGUÁ

1 Doutora Si - 9,53
2 Cabeção - 9,2
3 Tute - 9,133
4 Juju - 8,9
5 Fernanda VB - 8,83
6 Cecéu - 8,8
7 Chico tté - 8,8
8 Tati - Ixi - 8,8
9 Concurseirosjc - 8,728
10 Gilsjc - 8,7
11 Mamão - 8,7
12 Skinhead - 8,7
13 Ciro - 8,7
14 F.Simplicio - 8,6
15 Garotaenigma - 8,4
16 Escripol - 8,35
17 Snake - 8,35
18 David Moreno - 8,233
19 Denise Scarpel - 8,22
20 Slef - 8,2
21 Paulo1450 - 8,1
22 Mamacaragua - 8,033
23 Alipereira - 7,933
24 Jeffersoncatulo - 7,83
25 Vitori - 7,73
26 Arescripol - 7,66
27 Biabanana - 7,56
28 Antonio-ita - 7,40
29 Justiniana - 7,366
30 Celso - 7,1

Cássia disse...

que fosse assim = sujeito
A sala = sujeito

balone disse...

Aquela questão de português que tem a tira do Hagar está bem estranha mesmo... pela gramática que estudei (Renato Aquino), fica claro que aquele é usado quando esta longe do emissor e do receptor e é exatamente como mostra a tira: Hagar falando com os homens e o barco no fundo. Acho que cabe recurso!

Thiago disse...

um professor de portugues disse que o que fosse assim não é sujeito

Agora vai saber quem ta certo aheiuaehiuhuea

fé_em_Deus disse...

R A N K I N G - JABOTICABAL:
1 - Armylocker - 9,434 (29/46)
2 - Lolarp - 9,2 (27/47)
3 - Amiga da Zalli - 9,16 (25/50)
4 - Luciana - 9,0 (27/45)
5 - Unreal - 8,7 - (27/42)
6 - Capitao - 8.7 (26/44)
7 - Pitangueiras - 8,63 (26/43)
8- Amiga II (Montealtense) - 8,6 (27/41)
9 - Julianaal - 8,6 (26/43)
10- Edsonmen - 8.56 (25/44)
11- Benato 8,4 (26/41)
12- Geraldo (amg ribsertão) - 8,4 (30/34)
13- Ammac 8,33 (26/40)
14 - Licasjb - 8,3 (27/38)
15- Montealtense -8,19 (24/42)
16- Cristianamelo - 8,166 (25/40)
17- Lenassi - 8,13 (26/38)
18- André Queiroz - 8,13 (23/43)
19- Hatemis - 8,13 (22/45)
20- Persistentebtos - 8,03 (26/37)
21- Tentandoo - 8,00 (27/35)
22- Sanfer - 8,00 (24/40)
23- Palmeirense75 - 7,934 (26/36)
24- Letisgol - 7,934 (26/36)
25- Ksieh - 7,9 (21/44)
26- Amiga (Montealtense) 7,8 (22/ )
27- Ribeiraosertao - 7,7 (24/37)
28- Antcargon - 7,7 (24/37)
29- Luap - 7,563 (22/39)
30- Brunormen - 7,43 (23/36)
31- Skeeter - 7,43 (23/36)
32- Caue - 7,2 (20/39)
33- Piga - 6,6 (23/28)
34- Giovanateca - 6,5 (24/29)
35- Mara Dias - 6,23 - (port 17, CG 34)
36- LocoBobo - 6,033 (20/27)
37- Pedrohf - 5,8 (21/23)

eddie disse...

A última questão de português, do Hagar, acho que cabe recurso pois o pronome a ser empregado seria "Aquele" e não "Este".

Nani disse...

Boa tarde, também acredito que caiba recurso em duas questões:

Informática - No contexto da internet... Correta a I e II.

Português: A palavra "parto" é um substantivo abstrato (por ser um estado, como o nascimento, casamento, viuvez... etc) e recebe a ação "sem dor".

Vamos entrar com recurso, o máximo que podemos ter como resposta é um nao... Não custa tentar!!!

Boa sorte a todos!!!

Anônimo disse...

Concordo com o RicardoVicente:
RicardoVicente disse...

Prova 4 - Questão 7 (Considere as afirmações...)
III - Arquivos "de apenas leitura" não podem ser editados OU copiados.
A palavra "OU" faz com que a frase se torne verdadeira. Não podemos editar mas copiar é permitido.

se fosse:
"arquivos ´de apenas-leitura´ não podem ser editados NEM (´E NÃO´ podem ser) copiados". Aí sim exigiria que as duas fossem corretas.
Mas diz: "arquivos ´de apenas-leitura´ não podem ser editados OU copiados", ou seja, "arquivos ´de apenas-leitura´ OU não podem ser editados OU não podem ser copiados (a resposta nesse caso é verdadeira).

Anônimo disse...

De acordo com o enunciado da questão 73 (prova – versão 2), relativa a Informática - planilha do Excel XP, a célula D13 possui formato porcentagem, com duas casas decimais.
Reproduzindo-se a planilha no Excell XP e aplicando as fórmulas das alternativas D e C, tem- se 136 alunos do sexo masculino relativo a fórmula =SOMA(B2:B9) e a porcentagem de alunos do sexo masculino em relação aos demais de 49,63504, relativa a fórmula =(B13/B15)*100, podendo ser apresentada como 49,64%. Portanto a alternativa correta é a letra D. A questão deve ser anulada, pois o gabarito traz como certa a alternativa C e a aplicação da fórmula =B13/B15 resulta em 0,49635.
Total Masc 136 % Masc. 49,63504
Total Geral 274

Fórmula: =(B13/B15)*100
Resp: Alternativa D: =SOMA(B2:B9) e =(B13/B15)*100

Fábio disse...

Professor Douglas e demais participantes, tenho dúvida quanto à questão nº 1 (Versão 3), que dizia:

"01. Os Ofícios de Justiça em geral deverão possuir os seguintes livros:
(a) registro de petições
(B) Registro de Redcursos processuais
(C) Controle de Movimentação de autos
(D) controle de reclamaçãop des advosgados
(E) registro de autos destruídos ..."


Não sei o quê os demais entendem, mas ao meu ver, o enunciado desta questão está incorreto.

A questão pede uma resposta que contenha mais de 1 (um) livro. Assi, estaria correta se tivesse por resposta, por exemplo, livro X e livro Y; ou; livros x e y.

Caso contrário, a pergunta deveria estar formulada no singular, como por exemplo: "...deverão possuir o seguinte livro: (no singular)!

Sem mais, se possível aguardo comentarios.

Fábio Henrique

Anônimo disse...

Sobre a questão 15, Versão 4, de Língua Portuguesa cabe recurso, pois é matéria estudada na parte de hífem, logo, não solicitada no edital, sendo assim deve ser anulada.

clara disse...

Olá, pessoal! Gostaria que vcs compartilhassem comigo os recuros relativos a questão de português da tirinha do Hagar; na parte de informática a do ícone com a flechina para cima e da fórmula da porcentagem (....*100)e na parte de direito constistucional a dos brasileiros natos.Meu e-mail: lima-pb@hotmail.com. Por favor,a solitação se dá,porque nunca fiz um recurso e não sei por onde começar. Obrigada!

Rodmarc disse...

Wescley,

Eu concordo com você sobre a questão de Constitucional, considero seus dois argumentos irrefutáveis. Gostaria de entrar com o recurso para anular esta questão, mas estou longe da cidade onde fiz a prova, mas posso ajudá-lo a redigir o recurso. Estou tentando verificar se na jurisprudência isso ocorre.

Um abraço,

Rodrigo

Rita disse...

Gente a questão de informática sobre tõ indo pra Guará amanhã pra entrar com Recurso, relativa a fórmula =(B13/B15)*100, pena que c sou de São Paulo, vou ter de ir só pra isso...

Bruna disse...

Pessoal,
Alguém já entrou com recurso? Se sim, qual a questão? Só para saber se não vamos deixar de questionar nenhum ponto. Grata. Bruna

cobrakan disse...

Rita, mas qual a fundamentação para esta da formula, (b3/b15)*100.
Pode mandar para meu e-mail, assim entro em TUpã...
ciroaf@estadao.com.br

Jrjunior disse...

MERITÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DIRETOR DO FÓRUM DA COMARCA DE CIDADE PRESIDENTE DA COMISSÃO EXAMINADORA DO CONCURSO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO
NOME, carteira de identidade nº 99.999.999-8, domiciliado à Rua RUA RUA RUA, 360, Jardim XXXXX, CEP 17.200-110, na cidade de Jaú/SP, inscrito neste concurso público sob o nº 999999-8, como candidato ao cargo de escrevente técnico judiciário para 33ª Circunscrição Judiciária - opção A01, vem, sempre respeitosamente, solicitar de V. Sa. a anulação da questão nº 48, versão de prova 2, visto que nenhuma das assertivas é resolutiva:
Na frase - ... a palavra escrita nunca foi usada tão intensamente antes. - há sujeito.
(A) indeterminado
(B) passivo
(C) composto
(D) ativo
(E) inexistente.
Mesmo o gabarito oficial (publicado no DJE em 30/11/07) ao considerar a assertiva da letra B ("passivo") como correta, tal fato, de qualquer modo, continua a invalidar questão, pois nos leva a uma classificação de tipo de sujeito que não existe e nenhuma gramática contemporânea adota como correta.
Na verdade, houve na referida questão foi uma grande mistura de conceitos gramaticais e lingüísticos. De um lado tem-se a CLASSFICAÇÃO DO TIPO DE SUJEITO que é encontrado na oração, e de outro, a VOZ DO VERBO empregado na mesma. Isso não poderia ter ocorrido, visto que são conceitos consagrados e completamente distintos. Tal confusão ludibriou o candidato melhor preparado punindo-o ao tê-lo induzido a erro, consequentemente, prejudicando-o consideravelmente.
VOZES DO VERBO:
- Ativa,
- Passiva,
- Medial: reflexiva ou recíproca;
CLASSIFICAÇÃO DO TIPO DE SUJEITO:
1.) Sujeito determinado
1.1.) Sujeito simples
1.2.) Sujeito composto
1.3.) Sujeito desinencial (oculto ou elíptico)
2.) Sujeito Indeterminado
3.) Oração sem sujeito
Ocorre que nas gramáticas, nenhuma (vide referências bibliográficas) aponta a existência de "sujeito passivo" como sendo uma classificação de tipo de sujeito.
O sujeito da oração em questão é determinado simples "a palavra escrita", que está na voz passiva, ou seja, tem a função de sujeito paciente, determinada pela locução "foi usada". Portanto, na assertiva em questão, ocorre confusão de "sujeito" com a "voz" de acordo com a função do sujeito (agente ou paciente). A questão foi mal elaborada e deve ser anulada.
Ainda que o argumento da "assertiva menos errada" seja o fundamento escolhido e referenciado pelo gabarito, uma prova de concurso de público, de forma alguma deve se pautar em tal embasamento, assim como não pode ser avalizado o funcionário público que se comportar inadequadamente, em sua vida pública ou privada, mesmo sendo da forma " menos incorreta possível". Ou seja, ou se está certo e correto está, ou se está errado e incorreto deve ser. Temos que tomar cuidado com esse tipo de pressuposto, visto que a Vunesp é um órgão respeitável e como tal deve dar o exemplo não aceitando desvios ou incorreções, por menores que sejam.
Portanto, venho por meio deste recurso requerer a anulação da referida questão por entender haver impugnação de não existir a classificação do tipo de sujeito "passivo".
Referências Bibliográficas:
ABREU, Antônio Suárez. Gramática mínima para o domínio da língua padrão. [s/l.]: Ateliê, 2003.
BECHARA , Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 32a edição, São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1988.
BECHARA , Evanildo. Gramática Escolar da Língua Portuguesa, 1. ed. São Paulo: Lucerna, 2001.
CIPRO NETO , Pasquale. INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 1999
CUNHA , Celso Ferreira da & CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.
FIORIN , José L. e SAVIOLI, F. Platão. Para entender o texto - leitura e redação. 16a edição, São Paulo, Ática, 2000.
SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática contemporânea. São Paulo: Escala Educacional, 2004.
Internet, http://pt.wikipedia.org/wiki/Tipos_de_sujeito , acessado em 01/12/07.
Internet, http://pt.wikipedia.org/wiki/Vozes_do_verbo , acessado em 02/12/07.
Assim, certo de poder contar com s/ compreensão e desvelo.
PEDE DEFERIMENTO.
Jaú, 04 de dezembro de 2007
NOME / ASSINATURA.

Augustus disse...

Gostaria saber a opinião de vcs sobre aquela "Não só o Brasil, mas também..."...

Jrjunior disse...

Gente, eu trabalho com informática muitos anos e creio que não caiba recurso nas questões de informática!
Se vcs quiserem maiores explicações ou mesmo se os argumentos dos recursos estão bons, podem me enviar um e-mail (jrjau@hotmail.com) que responderei com o maior prazer!

Jrjunior disse...

Outro recurso SEMI-PRONTO:

ARGUMENTAÇÃO:
O presente recurso se pauta exclusivamente na seguinte questão:
É CORRETO AFIRMAR QUE O SERVIDOR PÚBLICO:
( D ) NÃO PODERÁ PERDER A REMUNERAÇÃO, MESMO NO CASO DE SEU CARGO SER EXTINTO.

Ora, analisando todas as alternativas propostas, concluo que NENHUMA delas está correta.
Em razão das alternativas “a”, “b”, “c” e “e” estarem flagrante e indiscutivelmente erradas, reservo-me a atacar apenas a alternativa “d”, apontada como correta pelo gabarito oficial.
Com efeito, não está correta a afirmação de que o “servidor público não poderá perder a remuneração, mesmo no caso de seu cargo ser extinto”. Ora, e se o servidor perder o seu cargo, em razão, por exemplo, de uma infração devidamente concluída através de um processo administrativo regular? Ou, ainda, no caso do servidor pedir licença “não remunerada”... ele obviamente perderá a remuneração.
Na doutrina, encontramos as seguintes lições relativas à possibilidade, SIM, do servidor público perder sua remuneração:

Ttranscrever trechos de livros de Direito Administrativo: Maria Sylvia Zanella Di Pietro, Hely Lopes Meirelles, Diógenes Gasparini, etc

Provavelmente, o que essa alternativa “tentou” dizer seria: “o servidor público não poderá perder a remuneração, NO CASO (ou na hipótese) de seu cargo ser extinto”. Em outras palavras, o erro desta assertiva está na palavra “mesmo”, que dá um ar de generalidade à impossibilidade do servidor público perder sua remuneração.
Enfim, diante desse erro acima apontado, o Recorrente requer a ANULAÇÃO deste teste.

Anônimo disse...

Jrjunior disse...

Numa coisa vc tem razão, essa questão é genérica, ou seja, não é específica ou retritiva. As Leis, como a CF, a 8112 entre outras, elas se baseia na generalidade e na retriçao. No caso da CF, o artigo 41, no qual se baseia a questão (ou seja, para responder tal questão, o candidato deveria conhecer o artigo 37 e 41 da CF, no caso, o 37 é genérico, fala de tudo quanto é servidor, e o 41 é específico, restritivo somente ao servidor público ESTÁVEL). Bom, eu só não concordo que nao há item correto. Há sim. Veja, se o artigo 41 é restritivo, ele só vale para o servidor estável, logo, o que nele é especificado nao serve para outro tipo de servidor, ou seja, não vale para aquele que não é estável. Logo, quem não é estável pode sim perder o cargo em razão de sentença não definitiva, pois somente para quem é estável que o inciso I, do §1º do art. 41 vale.
É questão de lógica. Se ele se preocupa em limitar um direito a um tipo de servidor, é porque esse direito não alcança outros servidores.´
Na prática processual, na jurisprudencia, dificilmente, um servidor público não estável perderá seu cargo com sentença não definitiva, mas não foi cobrado jurisprudencia, mesmo porque não somos bacharéis em direito, por isso só a lei seca, no caso a CF.

Anônimo disse...

.....vem, sempre respeitosamente, solicitar de V. Sa. a anulação da questão nº 48, versão de prova 2, visto que nenhuma das assertivas é resolutiva:
“Na frase - ... a palavra escrita nunca foi usada tão intensamente antes. - há sujeito.
(A) indeterminado
(B) passivo
(C) composto
(D) ativo
(E) inexistente.”
Mesmo o gabarito oficial (publicado no DJE em 30/11/07) ao considerar a assertiva da letra B (“passivo”) como correta, tal fato, de qualquer modo, continua a invalidar questão, pois nos leva a uma classificação de tipo de sujeito que não existe e nenhuma gramática contemporânea adota como correta.
Na verdade, houve na referida questão uma grande mistura de conceitos gramaticais e lingüísticos. De um lado tem-se a CLASSFICAÇÃO DO TIPO DE SUJEITO que é encontrado na oração, e de outro, a VOZ DO VERBO empregada na mesma. Isso não poderia ter ocorrido, visto que são conceitos consagrados e completamente distintos. Tal confusão ludibriou o candidato melhor preparado punindo-o ao tê-lo induzido a erro, e consequentemente, prejudicando-o consideravelmente.
“VOZES DO VERBO:
- Ativa,
- Passiva,
- Medial: reflexiva ou recíproca;

CLASSIFICAÇÃO DO TIPO DE SUJEITO:
1.) Sujeito determinado
1.1.) Sujeito simples
1.2.) Sujeito composto
1.3.) Sujeito desinencial (oculto ou elíptico)
2.) Sujeito Indeterminado
3.) Oração sem sujeito”

Ocorre que nas gramáticas, nenhuma (vide referências bibliográficas) aponta a existência de “sujeito passivo” como sendo uma classificação de tipo de sujeito.

O sujeito da oração em questão é determinado simples "a palavra escrita", que está na voz passiva, ou seja, tem a função de sujeito paciente, determinada pela locução "foi usada". Portanto, na assertiva em questão, ocorre confusão de "sujeito" com a "voz" de acordo com a função do sujeito (agente ou paciente). A questão foi mal elaborada e deve ser anulada.

Ainda que pese o argumento da “assertiva menos errada” e seja o fundamento escolhido e referenciado pelo gabarito, uma prova de concurso público de forma alguma deve se pautar em tal embasamento, assim como não pode ser avalizado o funcionário público que se comportar inadequadamente, em sua vida pública ou privada, mesmo sendo da forma “menos incorreta possível”. Ou seja, ou se está certo e correto está, ou se está errado e incorreto deve ser. Temos que tomar cuidado com esse tipo de pressuposto, visto que a Vunesp é um órgão respeitável e como tal deve dar o exemplo não aceitando desvios ou incorreções, por menores que sejam.

Portanto, venho por meio deste recurso requerer a anulação da referida questão por entender haver impugnação de não existir a classificação do tipo de sujeito “passivo”.

Referências Bibliográficas:
ABREU, Antônio Suárez. Gramática mínima para o domínio da língua padrão. [s/l.]: Ateliê, 2003.
BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 32a edição, São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1988.
BECHARA, Evanildo. Gramática Escolar da Língua Portuguesa, 1. ed. São Paulo: Lucerna, 2001.
CIPRO NETO, Pasquale. INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 1999
CUNHA, Celso Ferreira da & CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.
FIORIN, José L. e SAVIOLI, F. Platão. Para entender o texto - leitura e redação. 16a edição, São Paulo, Ática, 2000.
SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática contemporânea. São Paulo: Escala Educacional, 2004.
Internet, http://pt.wikipedia.org/wiki/Tipos_de_sujeito , acessado em 01/12/07.
Internet, http://pt.wikipedia.org/wiki/Vozes_do_verbo , acessado em 02/12/07.
Assim, certo de poder contar com s/ compreensão e desvelo.
PEDE DEFERIMENTO.

LARA disse...

OLÁ, VOU ENTRAR COM RECURSO SOBRE AS QUESTÕES Nº 37 E 42 - DA VERSÃO 3 - DE INFORMÁTICA, CONFORME ORIENTADA PELA PROF. ANA LUCIA CASTILHO - cursos PRIMA LFG, GOSTARIA DE RECEBER AJUDA PARA ARGUMENTAR MELHOR:

QUESTÃO 37:

É URL (Uniform Resouce Locator) e não Universal.
Resposta correta: letra D.

Questão 42:
II-..."da apenas-leitura"...não e sim somente leitura.
Não tem resposta, questão deve ser anulada. Explicação: selecione um arquivo dê um clic com o botão direito do mouse, clic em propriedades e veja o guia geral com termo correto.

OBRIGADA! Larissa.

Bruno T disse...

RECURSO: BRASILEIROS NATOS

galera, escrevi este recurso, pode ser enviado por SEDEX SIM, pois no edital no item X - DOS RECURSOS 4, considera a data do protocolo ou da postagem. Quem quiser pode pegar a cópia, mudando os dados do recurso. O prazo é até o dia 07/12/07.
EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ PRESIDENTE DA COMISSÃO EXAMINADORA DO CONCURSO PÚBLICO ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁDIO DA 43ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DA COMARCA DE CASA BRANCA.
Bruno Lopes Tauil, candidato inscrito no Concurso Público para provimento do cargo de Escrevente Técnico Judiciário sob a inscrição de n.º 01045610 , portador da Cédula de Identidade RG n.º XXX (SSP/MG), residente e domiciliado na R. XXX, Guaxupé (MG), vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência, interpor recurso, pelos fundamentos adiante articulados.
Consta no edital de convocação expedido no dia 30/08/2007 que a matéria de Direito Constitucional exigida na prova do concurso público escrevente técnico judiciário, realizado pela organizadora VUNESP seria cobrado apenas as emendas constitucionais nºs 19,20,34,41 e 47. Ocorreu, que no dia 25/11/2007 (data da prova) a questão número 43 da prova versão 4 constou a alternativa “E” como correta, matéria transcrita pela emenda constitucional nº 54, esta que não consta no edital.
Transcreve-se parte do edital: “Item IV DAS PROVAS – Direito: DIREITO CONSTITUCIONAL: Constituição Federal – com as alterações vigentes - Título II, Capítulos I, II, III e IV e Título III, Capítulo VII, Seções I e II, com as alterações das Emendas Constitucionais nºs 19, 20, 34, 41 e 47”.
Segundo o princípio da vinculação do instrumento convocatório, tanto o candidato quanto a Administração Pública ficam adstritos aos termos do edital, não sendo permitido tolerar situações nele não previstas. Nos termos desta norma, tem-se que o edital é a lei interna do certame, impondo-se a observância de suas regras à Administração Pública e aos candidatos, nada podendo ser exigido, aceito ou permitido além ou aquém de suas cláusulas e condições.
Tal alternativa induziu o candidato no dia da prova a entender que a referida alternativa estava errada, devido ao fato de ter estudado matéria referente somente as emendas nº19,20,34,41 e 47 na qual constam no edital. Em seu bojo atual, o artigo 12, inciso I, alínea c da Constutuição Federal, alterado pela emenda constitucional nº 54, além de residir e ter que optar pela nacionalidade brasileira, existe uma condição a mais para se considerar brasileiros natos os nascidos fora do Brasil de pai brasileiro ou mãe brasileira, devem eles serem registrados em repartição brasileira competente, requisito este que não existia antes da emenda nº 54, sendo considerado anteriormente que tais brasileiros seriam considerados natos desde que venham a residir na República Federativa do Brasil e que optem pela nacionalidade brasileira, independentemente de registro.
Desconsiderada a emenda devido ao princípio da vinculação ao instrumento convocatório, tal alternativa deve ser considerada errada, uma vez que até a emenda nº 47 não existia o requisito de registro para a consideração do brasileiro nato, portanto inexistindo alternativa correta. Como as outras alternativas também estão erradas, peço que seja declarado a anulação da referida questão e de que seje computado na nota de classificação o ponto referente a esta questão a todos os candidatos que realizaram a prova para que assim também seja respeitado o princípio da isonomia.
Termos em que,
Pede e Espera Deferimento,
Casa Branca, 06 de Dezembro de 2007

bruno tauil disse...

QUESTÃO SOBRE A CONCORDÂNCIA VERBAL TANTO NA FORMA SINGULAR COMO NA PLURAL.

QUESTÃO 19 DA VERSÃO 4

A referida questão pede para que seja assinalado a alternativa correta em que a concordância verbal poder ser feita tanto na forma singular como na plural, constando no gabarito a letra “E”. Além desta alternativa estar certa, outra também o está, a alternativa “A”.
Transcreve-se: “Não só o Brasil mas também a Argentina possui/possuem um ótimo futebol”.
O renomado professor da Universidade Estadual do Rio de janeiro(UERJ) e da Universidade Federal Fluminense(UFF), Evanildo Bechara, em seu livro: “ Moderna Gramática Portuguesa, 37ª edição da editora Lucerna, diz na página 556 que no caso do sujeito composto ter os seus núcleos ligados por série aditiva enfática como exemplo (não só...mas, tanto...quanto, não só.. como, etc), o verbo concorda com o mais próximo ou vai ao plural(grifo nosso).
Escrevendo-se a frase no singular ou no plural, estará o verbo perfeitamente concordando com o sujeito. Então tanto a frase: “ Não só o Brasil mas também a Argentina possui um ótimo futebol” como também a frase: “ Não só o Brasil mas também a Argentina possuem um ótimo futebol” estão devidamente corretas.
Sendo assim, peço para que seja anulada a questão e que seja computado o ponto a todos os candidatos que realizaram a prova, respeitando assim o princípio da isonomia.

Raquel disse...

Ola. gostei muito do Blog
Eu queria saber se você poderia me mandar por e-mail o gabarito da gramática "Pasquale e Ulisses editora scipione".paginas 446 á 451

Seria mais fácil de estudar para os concursos.
meu e-mail é raquel_games06@yahoo.com.br
Espero a resposta

Muito obrigada
Bjus !

Anônimo disse...

CESAR.

OLÁ PROFESSOR DOUGLAS OLIVEIRA, TUDO BEM?

- GOSTARIA DE SABER SE CABE RECURSO NA PROVA DE AGENTE ESCOLAR REALIZADA NO DIA 25 JANEIRO 2009?

OBRIGADO!

Gabriella Lanore disse...

Olá, estou estudando muito através da Gramática da Língua Portuguesa - Pasquale & Ulisses - Scipione 2003 e gostaria muito se tivesse jeito de você me mandar o gabarito da gramática para que facilitasse o meu estudo, por favor mande para o meu e-mail assim que puder e ficarei muto agradecida :)

e-mail:
gabriellalanore@hotmail.com

Obrigada!

Anônimo disse...

[url=http://buyimitrexonlinerx.com/#ggsgm]buy imitrex online no prescription[/url] - buy imitrex online cheap , http://buyimitrexonlinerx.com/#ccnxo imitrex online cheap