sexta-feira, 3 de outubro de 2008

COLUNA DA CONCURSANDA APROVADA: Interpretação de Texto da FCC: A grande vilã?

Interpretação de Texto da FCC: A grande vilã?

A FCC tem fama de elaborar provas com nível de dificuldade maior do que de outras organizadoras, como a VUNESP, por exemplo, principalmente nas disciplinas de Raciocínio Lógico e o tão temido Português.A grande diferença está no fato de que a primeira coloca mais questões de Interpretação de texto do que de Gramática em suas provas, e, para a maioria dos concursandos, isso aumenta o nível de dificuldade.

Para aprender Gramática, nós estudamos muita teoria, fazemos exercícios e provas anteriores, e depois de alguns tropeços, conseguimos dominar a disciplina. Porém, para dominar textos, não há um conjunto de regras a serem seguidas ou conceitos para memorizar, o que nos deixa muito inseguros.

Eu acredito que existam três grandes fatores decisivos para conseguirmos interpretar corretamente os textos no dia da prova:

O primeiro é manter a calma. De nada irá adiantar tentar ler e interpretar um texto se estivermos a ponto de explodir de tanto nervoso. Gastar cinco minutos para tomar uma água e esfriar a cabeça pode definir uma aprovação.

O segundo é não procurar pegadinhas ou dificuldades onde elas não existem. Conheço algumas pessoas que deixaram de marcar a alternativa certa por achar que estava óbvia demais. Inclusive, apagar a resposta certa e colocar a errada momentos antes de passar para o gabarito oficial é um erro muito comum entre os concursandos.

E o último fator, e mais importante, é treinar, fazer muitos exercícios e resolver provas anteriores da FCC para se familiarizar com o estilo da organizadora.

Eu não acredito em matérias vilãs. Creio que haja, na verdade, uma insegurança muito grande de nossa parte, que nos leva a superestimar o inimigo, tornando-o muito maior do realmente é...

Está na hora de nos valorizarmos, se quisermos vencer essa batalha e alcançarmos nossos objetivos.

Pensem nisso!

Simone Hartmann

12 comentários:

Anônimo disse...

Ai,Si...é verdade!!!
Tenho horror de interpretação,ainda mais da Carlos Chagas!!!Mas vou mudar isso.Obrigada pela ajuda.
Ro.

Anônimo disse...

Ler livros é muito bom para ajudar a interpretar textos o problema é que existem outras matérias e não dá tempo, vai na raça e sorte mesmo. Parece besteira mas tem hora que eu acho que só o cara que fez a pergunta é que sabe a resposta. Temos que interpretar "o raciocínio" do cara que elabora a prova...
Valeu DoutoraSi.

Anônimo disse...

acrescentaria mais uma: muita leirura de bons jornais ou revistas
dudu

Anônimo disse...

Ter calma também ajuda,galera.Eu fico mesmo uma pilha de nervos quando sei que a Fcc vai aplicar a prova..rsrsrsrsrsrsrsrs
Valeu pela ajuda,de novo,doctora!!!
M.

Anônimo disse...

SIMONE EU TB ACHO QUE OS VERDADEIROS VILÓES SOMOS NÓS MESMOS E NOSSA INSEGURANÇA...FALOU TUDO!!!!!
DE ONDE VC TIRA TANTA INSPIRAÇÃO PRA ESCREVER???
ABS.

Anônimo disse...

O pior de tudo é que tb não sei gramática....hehe.
Artigo legal,Si.
Luiz

Raquel Solitária disse...

Simone, não sei bem, mas eu tenho problemas com essas provas ainda. (risos) Parabéns pelo artigo.

Raquel Monteiro - concurseiro solitário

Anônimo disse...

Simone,eu não gosto de interpretação de texto porque dificilmente algum recurso é deferido nestes tipos de questão.Vou muito melhor em gramática e redação.E vc,conte pra gente quais são suas dificuldades,se é que vc tem alguma.Brincadeirinha!
Parabéns pela coluna.Douglas,vc escolheu bem a pessoa para compartilhar seu blog.
Laércio

Anônimo disse...

Obrigada pela força...

Anônimo disse...

Legal,Simone.Também tenho medo da interpretação mas sei que vou vencer isso!!
Vc é jóia.

Anônimo disse...

Interpretar é algo muito subjetivo e se a gente fica nervoso,piora tudo.Eita Simone,sempre dando dicas de gente grande (risos).
Marcelo

Anônimo disse...

Simone,você é aquela garota que tava hoje no unicursos junto com o professor Douglas durante a manhã?Fiquei sem graça de perguntar...
Te admiro muito,parabéns pelo espaço no blog,está muito bom mesmo!
Letícia