sexta-feira, 17 de outubro de 2008

CONCURSANDA APROVADA - RECUPERANDO O TEMPO PERDIDO

Estamos a apenas um mês do concurso do TRT-SP e o relógio é cruel, vai dilapidando continuamente as reservas de horas restantes para as provas. Não se consegue impedir o avanço impiedoso dos ponteiros.

Tenho observado que muitos concursandos deixam-se levar pelo sentimento de "urgência" e reforçam a carga de estudos: passam a estudar mais de doze horas por dia, com a consciência pesada por ter perdido tanto tempo nos meses anteriores. Muitas vezes, eles são esforçados e já estudaram duro, mas não enxergam isso. O desespero é a regra, pois a tempestade se aproxima...

Esquecem-se de que são apenas humanos e que a vida é muito mais do que apenas enfiar o nariz no meio de livros e apostilas. Muitos tomam toneladas de pó de guaraná, galões de café e de refrigerantes cafeinados no desespero de vencer a concorrência e de recuperar o tempo perdido. Passam madrugadas sem dormir e no momento da prova estão abatidos, com olheiras, cara de ressaca e sentindo o coração batendo na garganta.

Os concursandos tentam "detonar" e podem acabar sendo "detonados" pela neura do concurso público. Há um sentimento estressante de "ou vai ou racha!" E muitos acabam se arrebentando, vitimados por um desgaste nervoso. Outros ficam tão dominados pelo pânico e pela sensação de inferioridade que amarelam e acabam faltando à prova, apesar de, efetivamente, ter estudado muito mais do que a média da concorrência e possuir uma boa capacidade de raciocínio.

Enquanto isso, outros concorrentes, que não estudaram tanto e têm menos capacidade, apenas porque souberam dominar a ansiedade, enfrentaram o concurso numa boa, tiveram uma atitude mental mental favorável, controlaram o tempo de prova e souberam evitar os "brancos" com muita elegância.

Seguem, agora, algumas recomendações práticas para recuperar o tempo perdido e encarar a iminência do concurso numa boa:

1) Elimine todo e qualquer sentimento de revolta de sua mente. A raiva é um sentimento altamente dispersivo e negativo que diminui o rendimento do estudo;

2) Acorde uma ou duas horas mais cedo. Durma pelo menos sete horas por noite;

3) Estabeleça horários flexíveis para estudar, comer, tomar banho, etc

4) Desenvolva uma atitude mental favorável;

5) Ninguém é de ferro ou absoluto a ponto de dispensar algumas horas de lazer;

6) Cultive o lazer útil: em vez de assistir à novela, leia jornais e revistas sem compromisso;

7) Pratique, durante uma hora por dia, exercícios leves, pois a atividade física moderada libera endorfina, que relaxa o sistema nervoso central e aumenta a capacidade de concentração;

8) Seja feliz e cultive a harmonia em sua vida...

Nunguém disse que seria fácil. Porém, sem atropelamentos e crises de pânico, é possível chegar lá. Vivendo um dia de cada vez, e aproveitando cada um deles ao máximo, podemos obter resultados excelentes e alcançar um futuro melhor.

Bons estudos a todos.

Simone Hartmann

7 comentários:

Anônimo disse...

Sou concurseiro faz tempo e sei bem o pânico que dá quando o dia da prova vem chegando e a gente ainda não conseguiu ver tudo!!Obrigado pelas dicas,Simone.Estão sendo de grande valia.
Danilo P.

Anônimo disse...

EU,ANSIOSO,NERVOSO,ESTRESSADO???????IMAGINA...HAHAHA.
LEGAL O ARTIGO,DOUTORA,VALEU!!!
M.PCI

Anônimo disse...

Simone,a reta final é sempre a mais cansativa e desgastante.Vc sempre diz grandes verdades.Parabéns.
Cláudia

Anônimo disse...

As vezes eu fico pensando...como vc consegue ter tanto equilíbrio depois de tantos solavancos que a vida te deu?Si,vc é uma pessoa muito especial,e tenho orgulho de ser sua amiga!!!
Mi

Turma Regular Glioche agosto de 2008 disse...

Simone, é exatamente essa a minha sensação diante das minhas provas. Minha postura costuma ser essa. Porque a quantidade de informação a se absorver é imensa. Dá desespero, na maioria das vezes.

Parabéns pelo texto!
Raquel - Concurseiro Solitário

Anônimo disse...

A Simone sempre traz assuntos pertinentes ao blog do professor Douglas. Parabéns pela criatividade e disposição, Simone. Eu ia me apresentar, mas com as conversinhas sobre meu suposto nome na sexta-feira passada, melhor ficar no anonimato mesmo...rsrsrsrs.
Continue assim, Si.

Anônimo disse...

Eita blog porreta sô!!
Muito bom!