terça-feira, 21 de julho de 2009

TJSP - OFICIAL DE JUSTIÇA 2009

* depois da espera de mais de 10 anos, tenho visto muita gente desanimada com este concurso. A mesma sensação foi sentida por um amigo que freqüenta um cursinho em São Paulo. Qual seria o motivo?

* ontem conversei com uma amiga escrevente do último concurso do TJSP; a nota dela foi 8,2 e a colocação 1250, aproximadamente; vale lembrar que serão classificados 400 na Capital e 100 no interior, o que significa teremos uma nota de corte altíssima (alguém sabe a nota do 400º colocado em SP e do 100º colocado em alguma circunscrição do interior?)

* por outro lado, todas as matérias têm conteúdos bem definidos e não muito extensos, exceto duas. Creio, por causa de suas peculiaridades, que surpresas, se é que existirão, podem aparecer nas questões de atualidades e informática. É o que pode fazer a diferença entre os melhores.

* minhas apostilas de exercícios de constitucional e de comentários às normas da corregedoria ficarão prontas em 2 semanas, aproximadamente; eu escrevo sozinho, sou extremamente cuidadoso; daí a demora.

* no mais, é fundamental ter uma plano de ataque; um programa de estudos; você já tem o seu?

É isso aí.

25 comentários:

Anônimo disse...

O motivo de desânimo é justamente este: nota de corte altíssima.

Muito tempo de esforço, muita luta, pra no final tirar 9 e ainda assim poder ficar fora das vagas.

Complicado...

Anônimo disse...

Prof. Douglas.

A razão do desânimo é uma só: a nota de corte será altíssima.

Explico:

São 100 vagas para o Interior, só que é preciso escolher qual comarca o candidato desejar trabalhar. E nas comarcas há uma média de SOMENTE 10 vagas.

Aqueles que fizeram o concurso para escrevente do TJ/SP, nos anso de 2005 e 2006, também pela VUNESP, viram que a nota de corte foi muito alta.

Eu mesmo tirei 8 e nem fui chamado para a prova de datilografia.

Para ser aprovado é necessário acertar mais de 95% das questões. Quem duvidar é só verificar os nomes e notas daqueles que tomaram posse. São notas de quase fechar a prova!

Não adianta ter uma nota alta. Tem que ser extremamente alta, para ficar entre os 10 primeiros.

Ou seja, se o candidato, durante a prova, tiver dúvida em mais de 2 questões, fatalmente já está reprovado.

Explico de novo:

As provas de direito da VUNESP é pura decoreba!!!!

Então o candidato que não decorou "ipsis literis" a lei, infelizmente não será aprovado.

Pode até passar pela nota de corte, mas a classificação será baixa, o que não interessa a ninguém.

As pessoas querem trabalhar.

E somente aqueles que conseguirem fechar a prova, irão realmente trabalhar como Oficiais de Justiça.

Por isso o desânimo...

Sinto muito falar a verdade, pois tem muita gente estudando e sonhando com este concurso. Assim como eu sonhei com o concurso para escrevente.

Mas, é a verdade.

Se quiserem passar, estudem muito.

Não é impossível ser aprovado, mas tem que decorar o direito e as Normas da Corregedoria.

Quanto à matemática e demais matérias, tem que fazer muitos exercícios.

E, por final, tem que ter um pouco de inteligência pra poder fazer a prova direitinho.

Novamente, desculpe-me pela sinceridade, mas espero ter tirado a fantasia dos olhos daqueles que não estudam.

Estudem!

Rógerio Silva

Anônimo disse...

Douglas,

Ao invés da apostila de Constitucional, seria mais viável a apostila de processual civil, já que o conteúdo está muito amplo e com muitos artigos novos em relação ao último edital. Esta matéria de direito é que está dificultando mais, na minha opinião.

Celina disse...

Bem, bem, essa história de nota de corte é realmente muito importante. No último concurso do TJ para escrevente (Comarcas do Interior-Taubaté), fiquei com nota final 8,267, o que me garantiu o incrível 132º lugar na classificação... A nota de corte para o interior, se não me falha a memória, foi mais alta que a da Capital, e o nível dos candidatos está cada vez mais alto.
Entretanto, se o sonho/objetivo é realmente passar no concurso, o único obstáculo é não acreditar na própria capacidade. Se, antes mesmo de prestar a prova, a atitude já é de derrota, melhor nem perder tempo...
"Obstáculo é aquilo que você enxerga quando tira os olhos do seu objetivo" (Justin Herald)
Faço coro com o Rogério Silva: ESTUDEM!

PATRICIA disse...

Ola, professor. Também concordo que processo civil é a matéria mais trabalhosa. Não sei da sua disponibilidade, mas seria uma boa uma apostila de DPC, não acha?

Anônimo disse...

Faço minhas as palavras do Rogério Silva...
Haja transpiração e inspiração!
Boa sorte,
Viviani.

Anônimo disse...

Vou discordar um pouco dos colegas. Acredito que a principal razão de desistência de muitos pré-candidatos, além da nota de corte alta, é o trabalho que o oficial de justiça realiza. Após pesquisar com calma o que um OJ faz, eu cheguei a pensar em desistir de fazer a prova. Vou fazer a prova apesar de saber que a nota de corte será alta e que o serviço de OJ é "rabo de foguete". É a minha opinião.

Wálisson

Anônimo disse...

É Prof. faz uma apostila de Processo Civil só de exercicios pra gente?? Do ultimo concurso pra cá mudou muita coisa e nossos exercicios e as apostilas a venda estão desatualizadas.
Pensa com carinho???!!!!
Valeu!!
Jane

Anônimo disse...

Não seria melhor ter como foco o MPU?

Gustavo disse...

Com certeza a nota de corte será alta, ainda mais tratando-se da prova na Vunesp onde muita gente praticamente gabarita. Mas se ficar pensando que não dará para passar por causa da nota de corte, a pessoa não chega a lugar nenhum.

Se for para entrar em campo já apostando na derrota é melhor que nem saia do vestiário.

Macaco doido disse...

A nota de corte vai ser alta, mas como dizia um velho amigo meu:"Tudo é relativo". Nas provas de escrevente as notas foram altas, porém a de se ressaltar que houve 5 provas diferentes e tem gente que fez as cinco e passou nas cinco e foi se aperfeiçoando no decorrer delas. Guarulhos, Santos, São Paulo, SJC, Caraguatatuba... conheço gente que tirou de 8,5 pra cima em todas elas (a mesma pessoa). Essa prova irá dividir muito os candidatos, principalmente porque terá muitos candidatos do interior prestando para capital, tendo em vista as poucas nomeações para o interior diante do número gigantesco de nomeações para capital. Pensem nisso e não desanimem!

Anônimo disse...

Macaco doido,
Com todo respeito, eu vi pessoas que tiraram de 9 pra cima em TODOS os concursos pra escrevente, mas não citarei nomes para não termos problemas....rs
Acho que a concorrência será gigante, pois essas pessoas não pararam de estudar, tiveram a garra de continuar lendo e se aprimorando mesmo sem concurso pra sair.
Também conheço gente que está estudando pra OJ desde 2002....snifff...
Acredito que quem tirar menos que 9 está fora, infelizmente...
Eliane

Anônimo disse...

As provas da VUNESP são + objetivas do que as da FCC, mas a própria FCC fez provas + assimiláveis ultimamente para oTRT-15ª Região.
.
Por outro lado a Vunesp quando quer apertar faz provas dificílimas, por exemplo: Oficial de Justiça do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo em 2005...!!!

Anônimo disse...

Gemte,não tem como fugir!A nota de corte será altíssima sim!!!Todo mundo que arrebentou nos concursos pra escrevente,TRF,TRT e outros vai fazer!!!Não é porque a pessoa já foi nomeada que ela não existe mais.Vários colegas meus,já funcionários públicos,irão fazer a prova.
Eu estou repensando se vale a pena mesmo fazer,já que não terei tempo pra me preparar tão bem.

Anônimo disse...

Ronaldo!

Anônimo disse...

RONALDO. O RONALDO BRILHA MUITO NO CORINTHIANS.

Anônimo disse...

Olha...a nota de corte pode ser altissima, mas no ultimo concurso que teve, minha irmã passou, e quer saber do que mais?? Cursava adm, e fez a prova meio que no sutso... Atua como oficial de justiça hoje...
Além de tudo que é preciso pra se fazer um concurso, a sorte também é fator fundamental!

Anônimo disse...

Trabalhei como Oficial de Justiça "ad hoc" em uma Vara no interior do estado de São Paulo por 6 anos. Tenho conhecimento prático da profissão e sei dos problemas enfrentados pelos Oficiais do estado. Vou fazer as provas, sei que a nota de corte será altíssima mas, se começarmos a ter esse detalhe como justificativa para um "futuro fracasso", melhor que não fizéssemos a inscrição...

Mor disse...

Fui o penúltimo a entregar o cartão de respostaso e sair da sala . Estranho é que não houve a famosa lacração de provas em que os 3 últimos ficam para assinar o lacre do enveloçe. Isso não facilitaria FRAUDE?

Anônimo disse...

Você viajou na maionese professor Douglas. São 100 vagas para a capital e 400 para o resto do estado.

Anônimo disse...

Acho super estranho se falar agora em nota de corte sendo que ainda não se sabe o desempenho daqueles que fizeram a prova. Tampouco se fala no grau de dificuldade da mesma...

Anônimo disse...

Quando saira a lista de aprovados .. ?? esta muito parado estranho

a uma data prevista ??

Anônimo disse...

Creio que: nesta questão de nota de corte para o último concurso de Oficial de Justiça muitas surpresas poderão ocorrer!

mmomo disse...

8,22
Acho que dá pra ser chamado até o ano que vem...
Abs
Marcelo

Antonio disse...

Profesor Douglas, dá para se ter uma idéia de quantos serão chamados para Campinas? Peguei uma classificação um pouco alta, na casa dos 80, e estou desanimado. De 18 para 80 e pouco, é muito! Por outro lado, não sei porque foram classificados 100 candidatos.
Agradecerei se puder responder.