segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Participação Especial

"Buscar o sucesso é bom, mas o que importa são as pessoas"

Olá, leitores. Voltei!
Passei uma temporada sem ter tempo para escrever (risos).
Esse elemento ainda anda escasso em minha vida, mas a paixão por escrever está sempre latente.

Essa ausência me fez pensar muito. Explico: perdi minha avó recentemente. Tudo aconteceu de repente, em uma época de muito estudo, entre dois certames de grande importância para mim. Eu estudava sem parar. Descansava pouco, destinava pouco tempo para conviver com as pessoas. Esse acontecimento me fez mudar muitas opiniões que tinha.

Pensei que ser concurseiro é viver na corda bamba, pois deve-se estudar muito, arrumar tempo para cobrir inúmeros pontos de conteúdo programático, aprender a fazer provas, entre um sem número de outras tarefas. Além delas, deve-se arrumar um tempo para conviver com as pessoas mais próximas e equilibrar tudo isso com maestria. Não é tarefa fácil. Saber dosar é uma arte.

Defendo isso porque nós tendemos a buscar o sucesso, mas esquecemos da beleza, do enriquecimento que encontramos na caminhada. Queremos encurtar, a qualquer custo, a trajetória que envolve muita preocupação. Entretanto, só depois percebemos que precisamos de momentos de vida assim para crescer. E nessa tentativa louca perdemos muitas experiências ricas da vida.

Não estou propondo que todos parem de estudar, nem que imprimam velocidade de tartaruga nos estudos, mas que apreciem a vista durante a caminhada nos estudos. Toda essa atividade envolve uma tremenda gangorra emocional, coisa que nos traz alguns dissabores, de vez em quando. Contudo, devemos enxergar beleza nesse momento de intenso aprendizado.

Lembre que estudar é bom, aprender coisas novas nos enriquece, fazer provas nos permite ser mais versáteis. Recorde-se também que viajar para prestar concursos nos faz valorizar mais ainda o cargo e que ser servidor público será uma bela oportunidade de ajudar o próximo. Não se esqueça que, depois da aprovação, você deverá se atualizar como profissional também, o que te ajuda a continuar evoluindo como pessoa. Não perca de vista as conquistas que o cargo tratá para a sua vida, mas não pense somente no aspecto financeiro.

Por essas e outras coisas que digo: o sucesso é bom, mas o que importa são as pessoas! Que procuremos enxergar sempre o melhor lado dos nossos desafios cotidianos. A vida não está querendo nos punir com tamanhos obstáculos, mas fazer de nós seres cada vez mais capazes, fortes. Portanto, aproveite a sua caminhada concurseira!

Raquel Monteiro

4 comentários:

Raquel Solitária disse...

Que surpresa boa!
Um abraço!

Camisa 9 disse...

Entendi, Rachel!
Obrigado pela dica e parabéns pela essa postagem com um exemplo da sua vida concurseira e pessoal!
Abraços!

Raquel Solitária disse...

Obrigada! Gosto muito do retorno dos leitores.

Anônimo disse...

Professor!!

Atualiza o blog!!
a enquete já está super ultrapassada!!
queremos novidades...tá muito parado..