segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

A Raquel...

"Calor, cansaço, desânimo"


Olá, leitores. Sei que muitos vêm aqui e esperam por atualizações, mas a vida moderna nos reserva uma agenda super apertada.



Fiquei muito contente por ver a repercussão do artigo anterior. Estou surpresa porque não é uma realidade tão distante assim: as pessoas usam e muito remédios inadequadamente para estudar.



Bem, hoje o assunto tem mais haver com motivação. O que fazermos quando estamos lutando há muito tempo e o resultado não vem? Simplesmente não vem...muita gente consegue ser aprovado em um concurso (ou mais) e só você ainda não conseguiu. Aliás, você pensa que está sozinho com esse sentimento, mas não está.



É uma coisa que é recorrente com todo e qualquer concurseiro que leva mais tempo para conquistar seu lugar ao sol, é certo. Há muita gente se sentindo assim, principalmente no início do ano, com aquela sensação de não saber por onde começar a luta.



Lamentavelmente, não há uma resposta padrão, não há uma solução coringa. Ás vezes, nem mesmo há uma solução. É melhor mesmo deixar essa sensação passar, respirar fundo e seguir em frente. Tentar continuar lutando pode ser o jeito de driblar todo esse receio, pois a solução está lá na frente, quando o resultado de tanto esforço vier.



E como aqui no Rio de Janeiro está fazendo um calor colossal, quem está desanimado, precisa também fazer um esforço magnânimo. A gente precisa usa a criatividade. Precisa ligar o ar condicionado, ir a uma biblioteca que tenha o aparelho, beber uns sucos gelados ou tomar banho a todo momento. Usar roupa fresca e confortável ajuda muito!



Para arrumar ânimo, pode-se ler os diversos depoimentos de nomeados pelo site do professor Douglas, ler a coluna da Simone Hartman, usar um painel de fotos com elementos inspiradores da vitória.Quando eu me pego cansada, meio desanimada (eu sou humana e também tenho meus maus momentos), eu olho para fotos de coisas que poderei fazer depois de empossada. Assim, eu consigo me ver aprovada. E a tristeza vai embora. Ah, ela vai...



Se estou cansada, paro os estudos e vou correr. O esporte me acalma e me dá uma energia a mais. Claro que no início cansa, pois o corpo não está acostumado, mas depois vira atividade essencial em minha vida: como comer e dormir.



O que importa no final de tudo é que tudo isso é ser essa tristeza, ansiedade, angústia passageiras. No fim da linha estará um resultado feliz e promissor no bojo da carreira de nossos sonhos. Que resistamos às adversidades e sigamos em frente com nossos estudos!



Raquel Monteiro

9 comentários:

Anônimo disse...

É muito difícil, depois de alguns anos passando em concurso público, lidar com o cansaço e o desânimo. A nomeação parece que só acontece com os outros, e vc fica lá todos os dias acompanhando diário oficial, fóruns... esperando alguma notícia animadora. É muito difícil motivar-se, quando se está desempregada e abdicou de muitas coisas na vida pra estudar durante anos e, depois de aprovada, ter que continuar estudando e não tendo a menor idéia de quando será nomeada e nem ter mais o que dizer pra familiares que acham que vc só está mesmo é enrolando. Já estou cansada de tudo isso.

Kátia Ito disse...

Muito inspirador o seu artigo, Raquel...
Ontem mesmo fiz uma prova e achei que não fui muito bem...aí bate um desânimo mas não dá pra parar, né?
Pra mim particularmente, foi muito difícil abraçar essa luta de ser concurseira...pq não acreditava em mim e achava que nem valia a pena tentar...
Mas felizmente repensei minha vida e resolvi encarar mais esse desafio.
O meu muito obrigada a você por dispor de seu tempo para ajudar concurseiros como eu e tantos outros e agradeço também ao Douglas por manter este blog que tem sido tão útil.
Ótima semana e Deus abençoe a todos nós!!!

Anônimo disse...

Não podemos desanimar jamais, porque tudo na vida é difícil mesmo e só os que resistem é que alcançam os objetivos. Crer em Deus me ajuda muito, pois sei que Ele quer o melhor para nós. Ele nos manda que façamos a nossa parte da melhor maneira possível. A vitória virá, com certeza.

Anônimo disse...

"As coisas so terminam uma vez, tudo até lá é so progresso..."

Raquel Solitária disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raquel Solitária disse...

Muito obrigada, pessoal e professor Douglas. A experiência que todos nós compartilhamos faz a luta se tornar um pouco menos dura.

Um abraço e bons estudos a todos,
Raquel Monteiro

Anônimo disse...

Raquel,
Como concurseira, também passei pela angústia da reprovação, pela espera da classificação, nomeação e sei o que está sentindo.
Saiba que nenhum ser humano sobrevive sozinho e, nesses momentos de tristeza a que todos estamos sujeitos, a melhor coisa é procurar o ombro daqueles que amamos e principalmente CONFIAMOS.
" Nenhum homem é uma ilha"...
Essa frase é sábia e devemos usá-la sempre...
Mesmo à distância, quero que saiba que torço por você, ok?
Grande abraço,
Simone Hartmann

Raquel Solitária disse...

Obrigada, Simone!

Um grande abraço!

Raquel Monteiro

Camisa 9 disse...

"Que resistamos às adversidades e sigamos em frente com nossos estudos!"// Amém!