segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Viva a Raquel!!!

Vi o Jerry Lima se apresentar outro dia e me dei conta de que nunca me apresentei aqui no site do Professor Douglas! Bem, vamos corrigir isso.




Eu sou Raquel Monteiro, advogada no Rio de Janeiro e pós-graduanda em Direito Público. Estou estudando para concursos e aproveitando a experiência adquirida para lecionar um pouco. Também escrevo para o http://www.concurseirosolitario.com.br/






"Estudar para concursos é como estudar música"





Já dizia um amigo meu: você não vai começar a estudar música hoje e amanhã querer tocar Mozart. O rapaz estava se referindo à sua colega que queria tocar algo muito complexo nos primeiros dias de aula de pertitura. Ela se recusava a tocar melodias mais simples.



Faço essa comparação com o estudo de música porque conheço muitos concurseiros que agem dessa forma com os concursos. Mal sabem o básico, querem se aventurar pelo mais complicado em termos de leitura e acabam nem mesmo lendo um livro inteiro. Eles não sequer entendem o que está escrito!



Todo concurseiro que estuda com seriedade sabe e compreende que a preparação para concursos requer foco e que a aquisição de profundidade dos conhecimentos vem com o passar do tempo.



Há pessoas que menosprezam outras que leem livros mais simples, que não vêm com muitos detalhes filosóficos. Só que a simplicidade e a humildade são os ingredientes mais importantes para desenvolver um estudo bom e eficiente.



Outro aspecto deveras importante é o foco. Isso parece elementar, como diria Sherlock Holmes, mas muita gente despreza essa fonte de estratégia. Esquecem-se de que estudar sempre um mesmo grupo de matérias só lhes trará benefícios porque a tendência é a constante melhora no seu estudo. Á medida em que o concurseiro progride, ele ser vai se aprofundando e corrigindo suas deficiências.



É bom fazer muitos concursos, até mesmo aqueles com foco diferente do seu, mas nunca perca de vista o seu objetivo. Afinal, se você não tem um bem definido, não vai chegar a lugar algum. Ficará sempre caminhando a esmo, sem rumo. Não é uma verdade absoluta, mas vejo que funciona comigo.



Raquel Monteiro é advogada, concurseira e agora ataca de professora de Direito Público.

5 comentários:

Kátia Ito disse...

Raquel como sempre vc arrasou hoje...
Não adianta mesmo querer começar a uma casa pelo telhado, é preciso construir alicerces sólidos, seguir um planejamento e aos poucos concretizar o nosso projeto.
Aproveito pra te desejar boa sorte nas suas aulas...tenho certeza que vc irá agradar e surpreender!
Abs da concurseira Kátia.

Anônimo disse...

Esse texto eu posso comentar com conhecimento de causa, pois sou músico e vivi exclusivamente de música por mais de 10 anos da minha vida, até me tornar concurseiro, e digo que é sim muito feliz a comparação, pois ambas atividades exigem horas diárias de estudo, e o resultado é a longo prazo. Um ponto importante a citar é a hora "H", na música seria o show, a apresentação e no concurso a prova. Nesse momento temos que aprender a lidar com o nervosismo, por isso a importância das horas de estudo e da repetição, o que leva a tranquilidade na temida hora "H", ou, pelo menos, a capacidade de executar o objetivo mesmo estando totalmente pilhado.

Fernando Zal

Raquel Solitária disse...

Pessoal, obrigada por prestigiar meu texto. O show precisa continuar!

Um abraço e bons estudos.

Eaquel Monteiro

Anônimo disse...

Parabéns Raquel! Como disse o colega acima, feliz comparação com o mundo da música!

Abraços!!

Jerry Lima

Camisa 9 disse...

Eu conheço o Fernando Zal-nomedegrego rs

Ainda esperamos nossa nomeação em Sanja, né...tá osso aguardar rs

Sobre o post, a Rachel é sempre demais com suas palavras, continue assim, viu! Sempre mostrando e compartilhando seu conhecimento e experiência conosco, assim quem sabe soquemos menos a faca com a mão rs

Éric