segunda-feira, 29 de março de 2010

Coluna da Raquel

"Quem quer passar, dá um jeito.



Quem não quer passar, arruma uma desculpa.



Quantas vezes você já não leu isso em algum site na internet ou ouviu alguém falar nisso? Eu já enjoei de ler e ouvir. Acontece que nem todo mundo foi bombardeado com tal verdade como eu.



Tenho uma amiga reclamona até as últimas fibras capilares. Ela vive choramingando que está estudando há uns 5 anos e não passou em um concurso porque não tem condições materiais para tanto. Diz que a família vive com uma renda apertada e que ouve muito desaforo para comprar livros. Realmente, é dose.



Por sorte dela, um ex-colega nossa foi aprovada num concurso super prestigiado e resolveu dar "carta branca" de acesso a sua biblioteca de estudos. Ele disse que emprestaria qualquer livro, até mesmo os mais caros, para a minha amiga estudar. Eu estava presente e fiquei contente por ela, pois sabia que aquele impedimento seria agora coisa do passado. Ledo engano.



Outro dia, eu estava saindo de um dos meus cursinhos e encontrei com ela. Perguntei como caminhavam os estudos e ouvi a desculpa mais esfarrapada do mundo: "estou sem coragem e desanimada para iniciar. Não sei por onde começo.



Eu respondi a ela: "comece pelo começo. É complicado sair da inércia, mas depois é fácil manter-se estudando". Acrescentei que ela estava com uma biblioteca toda livre para ela.



Não adiantou nada. A minha amiga, agarrou-se em outra desculpa: "não sei mesmo se quero estudar para concursos. Acho que é tudo roubalheira. Não vale a pena perder a minha vida com isso".



Depois de ouvir tanta lamúria, desisti de falar qualquer palavra de conforto porque ela não quer mesmo estudar, tampouco quer me ouvir. Mesmo que eu trouxesse qualquer argumentação favorável, minha amiga iria refutá-la. Eu seria uma chata repetitiva se continuasse falando.



Por isso, leitores, se você estuda firme e se sente convicto em seus propósitos, considere-se parabenizado por mim. Ter essa força de vontade que nós temos não é qualquer um que tem. Então, continue assim sincero consigo mesmo, sem arrumar desculpas para adiar a realização de seus sonhos! "
 
 
 
Raquel...

2 comentários:

Kátia Ito disse...

Valeu pelo puxão de orelha...rs
Bjos,
Kátia.

Raquel Solitária disse...

HUahuahua

Não foi um puxão de orelha, mas um incentivo à luta.

Um abraço e bons estudos,
Raquel Monteiro