sexta-feira, 23 de julho de 2010

TJSP - OFICIAL DE JUSTIÇA - CARAGUATATUBA

Parabéns aos futuros oficiais de justiça de Caraguatuba e Circunscrição Judiciária.

Menção especial a Simone Hartmann, que ficou em 4º lugar! Vale lembrar que a Simone Hartman, já é funcionária pública do MPSP, que cumpre 8 horas diárias em sua jornada de trabalha e tem uma filha pequena. Parabéns, mais do que merecido!

No mais, aguardo depoimentos, comentários e perguntas para a Simone, que as responderá todas no Blog!

Agora, avante rumo ao MPU. A propósito, você fez/fará sua inscrição para SP, RJ, DF ou outro?

Um comentário:

junior disse...

Primeiramente gostaria de parabenizar a minha Futura colega de trabalho Simone que tive a oportunidade de conhecer na Prova de Digitação de Escrevente e numa turma que a Unicursos abriu em Caraguatatuba para o concurso do TRT 02.
Depois de reprovado na Digitação em escrevente, fiquei fora das vagas no MTE, Oficial de Defensoria, Técnico Previdenciário do SPPREV, passei em concursos de menor expressão até ser nomeado na Câmara Municipal de Ubatuba, como Auxiliar III.
Continuei estudando para o técnico Judiciário TRT 15, fui reprovado na Redação,quando ia dar um tempo nos estudos no dia seguinte sai o Edital do tão esperado Concurso Oficial de Justiça,que esperava havia 3 anos.
Enfrento jornada 8 horas diárias, e viagem de Ubatuba-Caraguá,cursinho até às 22:30 e ainda resolvia questões da Vunesp e outras bancas no cargo de Oficial de Justiça até às 2 horas para acordar às 6 horas da manhã, na viagem ouvia a legislação em áudio(Constituição,Normas da Corregedoria,Penal,Processo Civil e Regras de Concordâncias e Regências verbal e Nominal).
Fins de semana e feriados, o dia todo estudando
Dia da Prova
Estudei até às 19 horas do Sábado e dormi Às 21 para acordar 10 horas do domingo.
Fui fazer a prova tranquilo,descansado fatores importantes para um rendimento satisfatório.
Porém depois da prova os candidatos tivemos que suportar boatos de "Ad Hocs",possível anulação pela escuta na Capital,mudança de Escolaridade para Nível Universitário,falta de verbas e outros.
Depois de tanto esperar veio a aprovação.
Com esse concurso tive a lição que para passar num concurso deve ter atitude e desejar muito, tornando a preparação como prioridade (o que não fiz na digitação para Escrevente),encarei como se fosse a última oportunidade para se tornar Oficial de Justiça,pois iria mudar a escolaridade.
Agora comecei esse ano estudar Direito com uma bolsa que consegui no Módulo e a partir de agora farei uma Preparação em longo Prazo para fazer Oficial de Justiça Federal (Analista Judiciário em Execução de Mandados).
Boa sorte na profissão para os demais aprovados e perseverança e Insistência para os que não tiveram o mesmo êxito nesse concurso,mas com certeza obterão em concursos futuros.
Sérgio (aprovado na circunscrição de Caraguatatuba)