terça-feira, 20 de novembro de 2012

SIMULADÃO DE NORMAS DE SERVIÇO DA CORREGEDORIA - ESCREVENTE 2012


1.- Marque a correta:
a) Em cada comarca de segunda entrância há um ofício de distribuição judicial ao qual incumbem os serviços de distribuição cível e criminal, além do arquivo geral;
b) Nas comarcas e foros distritais de terceira entrância, com mais de uma vara, há uma seção de distribuição judicial;
c) Nas comarcas em que há uma única vara e um único ofício de justiça, a este competem as atribuições dos serviços de distribuição;
d) Aos ofícios de justiça competem os serviços do foro judicial, incluídos os do contador, partidor e tradutor, atribuindo-se-lhes a numeração ordinal e a denominação da respectiva vara, onde houver mais de uma;
e) Aos ofícios de justiça serão atribuídos, de acordo com suas respectivas varas, os serviços do Cível, da Família e das Sucessões, da Fazenda Pública, de Acidentes do Trabalho, do Crime, do Júri, das Execuções Criminais, da Infância e da Juventude e da Corregedoria Geral da Justiça;

2.- Marque a correta:
a) As execuções fiscais federais, estaduais e municipais e respectivas entidades autárquicas ou paraestatais, na Comarca da Capital, são processadas pelo Ofício de Execuções Fiscais;
b) As execuções fiscais estaduais e municipais, excluindo-se as respectivas entidades autárquicas ou paraestatais, na Comarca da Capital, são processadas pelo Ofício de Execuções Fiscais;
c) Nas demais comarcas apenas as execuções de interesse da União, bem como de suas entidades autárquicas ou paraestatais, são processadas pelo Ofício de Justiça ou Serviço Anexo Fiscal autorizado pelo Conselho Superior da Magistratura;
d) Nas comarcas, à exceção da Capital, as execuções estaduais, municipais e ainda as de interesse da União, bem como de suas entidades autárquicas ou paraestatais, são processadas pelo Ofício de Justiça ou Serviço Anexo Fiscal autorizado pelo Conselho Superior da Magistratura;
e) As execuções fiscais estaduais e municipais e respectivas entidades autárquicas ou paraestatais, na Comarca da Capital, são processadas pelo Ofício de Justiça ou Serviço Anexo Fiscal autorizado pelo Conselho Superior da Magistratura;

3.- A inutilização ou incineração de processos de execuções fiscais só poderá ocorrer em relação àqueles arquivados há mais de
a) 1 (um) ano, em virtude de qualquer motivo;
b) 2 (dois) anos, em virtude de qualquer motivo;
c) 2 (dois) anos, em virtude de anistia;
d) 2 (um) anos, em virtude de anistia e pagamento, apenas;
e) 1 (um) ano, em virtude de anistia, pagamento ou outro fator extintivo;

4.- Na hipótese de numeração repetida:
a) Certifica-se a ocorrência e renumeram-se os autos;
b) Certifica-se a ocorrência e acrescenta-se algarismo romano;
c) Certifica-se a ocorrência apenas;
d) Certifica-se a ocorrência e anota-se na capa dos autos;
e) Acrescentar-se-á apenas uma letra do alfabeto em seqüência, certificando-se;

5.- Nos mandados, certidões e ofícios destinados aos Cartórios de registro de Imóveis para averbações, registros, cancelamentos, anotações deverão conter, dentre outros requisitos, no corpo ou instruídos com cópias reprográficas:
a) O valor da execução;
b) Tratando-se de pessoa jurídica somente o número de inscrição no Cadastro Geral de Contribuintes do ministério do estado da Fazenda;
c) Tratando-se pessoa física somente o número da inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas do Ministério da Fazenda;
d) Versando acerca de imóvel rural somente a designação cadastral do INCRA;
e) a descrição do imóvel, com suas características, confrontações e localização, dispensada indicação do distrito em que situado;

6.- As “Representações” são registradas no
a) Registro Geral de Feitos, com índice;
b) Registro de Feitos Administrativos;
c) Registro de Representações;
d) Livros Especiais;
e) Protocolo de Autos e Papéis em Geral;

O que você achou? Gabarito nos comentários.

17 comentários:

Professor Douglas disse...

GABARITO:

1- C (itens 2.1, 2.2, 2.3, 2, 1)
2- D (itens 3, 3.1)
3- E (item 3.2)
4- E (item 46.2)
5- A (item 109)
6- B (item 5.1)

Quer recorrer de alguma?

Patrícia disse...

Adorei, muito bom!!!
Ainda bem que foi só um simulado e fiz meio que correndo. Cai logo na primeira, fui diretaço na alternativa E, estava perfeita demais, rsrsrs... não esquecerei mais que é Corregedoria Permanente.
Obrigada
As outras acertei, iupiiiiiiiiiii

Unknown disse...

1 e 2 foram cruéis hein professor (Errei) :( rs

Anônimo disse...

Uhuull..gabaritei!

Fabi disse...

Obrigada professor, gabaritei. estou ficando esperta com suas pegadinhas de "apenas, sempre..."

Matheus Oliveira disse...

Galera, aproveitando essa brecha em normas, fiz um pequeno macete que pode ajudar na prova: As conclusões de autos devem ser feitas em 24 horas e os atos devem ser executados em 48 horas certo? Para não esquecer, pense assim:

-Os autos devem ser conclusos em vinte e quAUTO horas. Desta forma saberemos que os autos se referem ao número 24, e os atos, por mera exclusão, serão correspondentes ao número 48.

Vamos que vamos, a ajuda mútua pode valer mais do que inúmeros exercícios (:

Matheus Oliveira disse...

Galera, sou aluno de Engenharia Mecânica da Unesp de Guaratinguetá cuja banca organizadora do seu vestibular é a vunesp, peguei para ver o vestibular desse ano, e percebi que a prova foi mais fácil do que de costume, talvez seja uma tendência da banca, pois ando fazendo inúmeras provas da Vunesp e venho percebendo isto. Por exemplo, a prova de Escrevente da Capital (2010) foi mais difícil em relação a prova de Campinas (2011), o que eu esperava era uma reação diferente. Outro fator que mostra isto: fui aluno do Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá - UNESP, o famoso COTEC aqui na região, fiz a prova em 2008 que era quando eu deveria entrar ( passar para o 1ºano), e a minha prova foi absurdamente mais difícil do que as mais recentes do mesmo vestibulinho, portanto, olhando o histórico da Vunesp, talvez venha uma prova mais fácil em relação às anteriores, pelo menos na parte de português, claro isto não é certeza, mas pelo que venho avaliando...

Quem sabe (yn)

Rita disse...

Professor, a 2 não seria a letra "c"?

vandré disse...

1)c
2)d
3)e
4)e
5)a
6)b

Professor Douglas disse...

O erro da "c" é o "apenas as execuções de interesse da União...."

Anônimo disse...

Prezado Matheus,

Estou expressando minha opinião, que de modo algum deve ser entendida como à da maioria dos visitantes do blog que podem achar suas dicas muito úteis.

Parecem-me suas colocações um tanto pretenciosas, narcisistas, embora usadas de forma coerente para validar suas conclusões; evidenciando um fim de promoção pessoal. Isso às vezes acontece de forma inconsciente. Só quis trazer minha impressão a sua reflexão.

No caso do item 89 das NSCGJ, trata-se do art. 190 do CPC, quase idêntico. Se ainda ocorre a hipótese de confusão sobre os prazos, eu prefiro analisar pela lógica: como a remessa dos autos conclusos é apenas para o juíz e nada tem o serventuário a fazer nesse caso (inclusive constituindo desrespeito às normas permanecerem em juízo tais autos prontos e sem continuidade por culpa do serventuário), o tempo é menor (24h). Já como a execução de um ato exige tempo e labor, uma ação do servidor, o tempo é maior (48h). O mesmo raciocínio eu uso para os atos do juíz: como despachos são atos mais simples, o tempo é menor (2d) e como decisões são mais complexas o tempo é maior (10d).

Sobre a dificuldade da prova, se for fácil, será fácil para todos, se for difícil, será difícil para todos. Prefiro mais difícil, porque assim é mais fácil de se separar o joio do trigo. Quando a prova é fácil, as notas são altas e qualquer deslize é crucial.

Guilherme disse...

Embora tenha acertado todas, achei esse simulado bem difícil, principalmente as questões 1, 2 e 6. Será este o nível exigido da prova?

Gisele disse...

Excelente simulado!

Anônimo disse...

Adorei, excelente simulado!

Kelly Fogaça disse...

Errei as duas primeiras.... :(

Kelly Fogaça disse...

Errei as duas primeiras :(

Kelly Fogaça disse...

Errei as duas primeiras.... :(